Notícias


Brasil economiza R$ 20 bilhões para pagar juros da dívida

Da Redação
Em São Paulo
O superávit primário do país (economia para pagar os juros da dívida pública) nos dois primeiros meses do ano foi de R$ 20,136 bilhões. Isso é 159% (ou 2,6 vezes) maior que o resultado obtido no mesmo período de 2006, quando a economia foi de R$ 7,795 bilhões (2,19% do PIB).

Os números se referem ao setor público consolidado do Brasil (que reúne União, Estados, municípios e estatais). Neste ano, a economia representa 5,24% do PIB. No ano passado, no mesmo período, era equivalente a 2,19% do PIB). As informações são do Banco Central.

Em fevereiro deste ano, o setor público acumulou uma economia de R$ 6,679 bilhões em suas contas, valor 41,23% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado, com R$ 4,729 bilhões. Em janeiro deste ano, o superávit havia sido de R$ 13,457 bilhões.

Nos 12 meses encerrados em fevereiro, o superávit primário é equivalente a 4,36% do Produto Interno Bruto (PIB), acima dos 4,3% registrados em janeiro.

Apesar da economia feita, os gastos com juros somaram R$ 11,009 bilhões em fevereiro, o que fez com que as contas do setor público brasileiro registrassem um déficit nominal (que inclui receitas e despesas do governo, incluindo os pagamentos de juros) de R$ 4,33 bilhões.

Nos últimos 12 meses, o setor público teve superávit primário de R$ 102,49 bilhões, mas gastou R$ 153,69 bilhões com juros.

O BC informou ainda que a dívida líquida total do setor público ficou em 44,7% do PIB em fevereiro, ante 44,6% em janeiro.

Os indicadores já foram calculados com base nos novos valores do PIB divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na véspera, segundo informou o BC.

Os dados divulgados nesta tarde de quinta-feira levam em conta a economia total feita pelo país, o chamado setor público consolidado, que inclui União, Estados, municípios e estatais.

Existem outros números, que já foram anunciados mais cedo. O cálculo da economia para o pagamento de juros também leva em conta só o desempenho do governo federal, que inclui o Tesouro Nacional, a Previdência Social e o Banco Central. Esses dados foram divulgados hoje mesmo. Os números do setor público consolidade são mais amplos e incluem os R$ 3,312 bilhões de superávit primário do governo federal divulgados pela manhã.

(Com informações de Reuters e Valor Online)