Notícias


Brasil criou até outubro 1,8 milhão de empregos com carteira assinada

Gislene Nogueira
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Brasil criou de janeiro a outubro 1.812.252 empregos com carteira assinada, o que representa aumento de 6,55% em relação ao acumulado do ano anterior. É recorde. Em 2004, no mesmo período, foram criados 1.796.347 postos de trabalho.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criados 205.260 postos com carteira assinada em outubro.

O setor que puxa a fila desde janeiro é o de serviços com 565.476 postos de trabalho. O resultado é o segundo maior da área, menor apenas que o de 2005, quando houve 574.745 contratações.

Depois de serviços, os setores que mais contrataram no ano foram indústria de transformação (540.052 postos), comércio (275.285), construção civil (194.825) e agropecuária (185.849).

Considerado o mês de outubro isoladamente, apenas o setor de agropecuária teve retração. Houve redução de 11.405 empregos. A queda era prevista por causa do período de entressafra nas Regiões Centro-Sul do país. Ainda assim, foi a menor desde 1999.

Todas as regiões do país tiveram crescimento do número de postos de trabalho no mês de outubro. O Sudeste foi a que criou mais vagas, 103.534. Em seguida estão a Sul (49.676), a Nordeste (33.760), a Norte (9.159) e a Centro-Oeste (9.131).

Entre as regiões metropolitanas, São Paulo tem o melhor desempenho. Foram criados 48.720 postos de trabalho.

<!– .replace(

,).replace(

,) –>