Notícias


Bom momento de PE derruba empresas

Folha de Pernambuco

CAMILA LIMA
Especial para a Folha

Pernambuco é o estado com menor índice de sobrevivência de micro e pequenas empresas do Brasil, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). De acordo com o estudo realizado pela instituição, apenas 58,2% das empresas pernambucanas resistem aos dois primeiros anos de vida, considerados os mais críticos. “O resultado da pesquisa é reflexo da situação de crescimento de Pernambuco, com ofertas de emprego sem precedentes”, afirma o superintendente do Sebrae-PE, Roberto Castelo Branco. Ele explica que como o Estado está vivendo uma situação de pleno emprego, grande parte dos micro e pequenos empreendedores é atraída pelos benefícios de trabalhos com carteira assinada. Ao conseguir um emprego estável, eles desistem do empreendedorismo.

Uma pesquisa do Sebrae, publicada em julho deste ano, mostrou que 33% das micro e pequenas empresas no Brasil são abertas por necessidade. O superintendente do Sebrae-PE diz que isso quase não acontece mais em Pernambuco. “É o maior investimento da história do Brasil desde as décadas de 50 e 60, quando houve a expansão do polo automobilístico do ABC paulista”, comenta Castelo Branco sobre o desenvolvimento do Estado.

Em âmbito nacional, vê-se um aumento de sobrevivência de 73,1% das empresas, enquanto, no ano anterior, havia sido 71,9%. A análise do Sebrae tem como base os dados de abertura e fechamento de empresas registrados pela Receita Federal. Neste ano, o cálculo do índice considerou as empresas abertas em 2006. Atualmente, o Brasil tem um taxa de sobrevivência superior a da Holanda (49,7%), Itália (67,9%) e Espanha (69,3%). As empresas do setor industrial são apontadas como as que mais sobrevivem, 75,1% delas mantêm-se abertas. Ainda entre os setores mais bem colocados, estão comércio, com 74,1% de sobrevivência, e serviços, com 71,7%. Roraima (78,8%) e Paraíba (78,7%) têm a maior vida útil das empresas; Acre (59,8%) e Amazonas (58,8%) estão no grupo de Pernambuco.