Notícias


BNDES simplifica financiamentos para pequenas empresas

IVONE PORTES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou hoje medidas que simplificam os financiamentos para pessoas físicas, médias, pequenas e micro empresas.

Uma das medidas é o fim da exigência de consulta prévia para operações do BNDES Automático –financiamento de projetos de investimento de até R$ 10 milhões. Ou seja, os próprios bancos repassadores de recursos poderão aprovar a operação.

“A exigência de garantias nestas operações fica agora a cargo dos agentes financeiros, podendo, inclusive, optar por não constituir garantia de qualquer espécie nas referidas operações”, disse o presidente do BNDES, Demian Fiocca.

A partir de agora fica também a critério dos agentes financeiros a fixação de juros de mora nas operações indiretas automáticas e não automáticas.

Além disso, segundo Fiocca, o prazo médio para aprovação das operações do Finame (compras de máquinas e equipamentos) e do BNDES para os agentes caiu significativamente. Segundo ele, em 2002, o prazo médio era de 25 dias. Caiu para nove dias entre janeiro e abril do ano passado e cinco dias no primeiro quadrimestre de 2006.

“As medidas contribuem, principalmente, para a facilitação do acesso ao crédito às micro, pequenas e médias empresas, que têm papel de grande importância na geração de emprego e renda e representam cerca de 25% do total dos desembolsos do BNDES”, disse.

Os desembolsos do banco para as médias, pequenas e micro empresas totalizaram R$ 7,781 bilhões no ano passado, 24,96% a mais do que em 2004. Para as pessoas físicas, somou R$ 3,880 bilhões, um crescimento de 38,9% no mesmo período de comparação.

Fiocca ressaltou que um estudo feito pelo BNDES revela que as empresas que conseguem financiamento do banco geram muito mais empregos do que as aquelas que não têm o apoio.