Notícias


BNB divulga que crédito comercial superou R$ 3,3 bilhões em 2010

WSCOM Online

Na Paraíba, o saldo da carteira foi de R$ 151,3 milhões

O Banco do Nordeste divulgou a informação de que o saldo médio acumulado da
carteira de crédito comercial da instituição, superou a marca dos R$ 3,3 bilhões, na posição do primeiro decêndio de outubro. O desempenho aponta para um crescimento nos últimos sete anos. Na Paraíba, o saldo da carteira foi de R$ 151,3 milhões.

Entre os produtos disponibilizados pelo Banco, como operações de crédito de curto prazo ou crédito comercial, destacam-se serviços que se adéquam às demandas empresariais (giro simples, giro insumos, conta garantida e desconto de títulos, por exemplo) e outro voltado para pessoas físicas, como o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) e cheque especial.

Segundo o diretor de Negócios do BNB, Paulo Ferraro, ‘o crescimento do crédito comercial demonstra o atendimento integral dos clientes com recursos de curto prazo, complementar ao papel do banco de desenvolvimento, refletindo nas aplicações globais do BNB e FNE, qualificando e incrementando setores geradores de emprego e
renda, a exemplo do setor de serviços e comércio’.

Para o gerente do Ambiente de Produtos de Crédito Especializado e Comercial, Edilson da Silva Medeiros, a ampliação das operações do crédito comercial demonstra a importância do papel da carteira nos resultados financeiros alcançados pelo Banco: "O Banco do Nordeste trabalha o crédito comercial como estratégia de atender de forma integral as necessidades financeiras dos clientes, focando no segmento atendido nas operações de investimento, de longo prazo".

Edilson acrescentou que essa evolução deve-se, em parte, ao bom desempenho da economia nordestina nos últimos anos, bem como ‘à decisão do Banco de adotar postura mais agressiva no mercado, ao empreender esforço no sentido de atender o cliente de forma mais rápida e plena, ofertando-lhe produtos e serviços de qualidade e
ampliando o relacionamento negocial’.

Expectativa

A expectativa do Banco do Nordeste é que a meta de R$ 4,15 bilhões para 2010 seja atingida, levando em conta o montante já realizado até setembro e os diversos fatores que apontam para manutenção do bom momento que vive a economia do País e, particularmente, a região Nordeste.

“Nessa perspectiva, é preciso considerar também que, historicamente, o ritmo das contratações do crédito comercial registra evolução no último quadrimestre do ano, em razão, dentre outros motivos, da necessidade de capital de giro para formação de estoque de produtos para venda por parte do setor comercial e de recursos para pagamento do 13.º salário por parte das empresas”, finalizou Edilson da Silva Medeiros.

da Redação (com assessoria)
WSCOM Online