Notícias


Biodiesel aumentará geração de empregos no campo, diz Lula

Brasília – A produção de biodiesel promoverá a geração de mais empregos no campo, disse hoje o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Vai ser uma revolução na geração de empregos, sobretudo para a agricultura familiar”, afirmou em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente. O biodiesel é um combustível renovável produzido de diversas plantas oleaginosas, como mamona, dendê, girassol, babaçu, amendoim, pinhão manso e soja.

Além de melhorar a renda do trabalhador rural, o uso do biocombustível, segundo Lula, reduzirá os gastos do governo com a importação de petróleo e a poluição. “Eu acho que o planeta Terra vai agradecer ao mundo por ter criado uma alternativa menos poluente do que o óleo diesel e a gasolina”, afirmou.

Na semana passada, a Petrobras assinou o primeiro contrato de compra de biodiesel com quatro usinas (Brasil Ecodiesel, Granol, Soyminas e Agropalma), resultado do primeiro leilão do combustível realizado em novembro do ano passado. A estatal adquiriu 65,3 milhões de litros do produto, segundo o Ministério de Minas e Energia. De acordo com Lula, outro leilão será promovido em abril, quando serão negociados 500 milhões de litros.

A mistura do biodiesel é prevista pela Lei 11.097 de 2005, que determina a obrigatoriedade, a partir de 2008, da adição de 2% do produto ao óleo diesel e aumenta o percentual para 5% nos cinco anos seguintes. “Eu acho que esse tempo nós vamos superar porque a necessidade está exigindo que nós sejamos mais rápidos”.

Para o presidente, com a possibilidade de fim do petróleo, o biodiesel será uma importante fonte de combustível para os países ricos e servirá também para promover o desenvolvimento econômico das nações pobres. Ele destacou que o Brasil tem condições de ser o principal fornecedor mundial do produto. As informações são da Radiobrás.