Notícias


Biocombustível e EUA

Tem gente minimizando as possibilidades de um acordo entre Brasil e Estados Unidos em torno do bioetanol. As possibilidades são imensas, e os riscos também. Hoje em dia, o Brasil tem a faca e o queijo na mão: tecnologia, terras e capital. Os EUA têm o maior mercado do mundo e o maior poder diplomático. Ao mesmo tempo, o maior interesse em reduzir a dependência do petróleo. Esse conjunto de fatores dá jogo.

Se houver clareza sobre nossos interesses, o Brasil poderá aproveitar a oportunidade para ter acesso a uma montanha de recursos, e se tornar um associado de igual para igual, podendo articular seus interesses de forma autônoma. Caso contrário, se converterá em mais um México, com um mero centro secundário, maquiador de produtos. Talvez seja o maior desafio já encarado por nossa diplomacia comercial.