Notícias


Basileia lança novo padrão contábil para bancos

Logo Agência Estado

A pedido do G-20 (grupo das 20 maiores economias), a autoridade mundial que supervisiona bancos estabelece um novo padrão de contabilidade para evitar que crises financeiras como a que completará um ano em setembro voltem a ocorrer. O anúncio das novas regras ocorre a poucas semanas da terceira reunião de cúpula do G-20, nos EUA.

O Comitê da Basileia para a Supervisão de Bancos, formada por BCs e reguladores das 20 principais economias, entre elas o Brasil, anunciou ontem novos princípios para garantir um sistema financeiro mais sólido e evitar que, no futuro, bancos sofram uma perda de capital que acabaria ampliando a crise.

"Ao desenvolver os princípios, o Comitê da Basileia examinou as lições aprendidas com a crise", afirmou Nout Wellink, presidente do órgão. Segundo ele, uma das lições foi a necessidade por maior transparência e regras que estabeleçam uma contabilidade nos bancos que reflita a verdadeira situação das entidades.

Muitas, até hoje, sequer sabem quanto perderam na crise e quantas ações podres estavam em suas mãos. Já os governos da Europa e América do Norte destinaram mais de US$ 2,5 trilhões para garantir liquidez aos mercados e salvar bancos.

Os novos padrões vão garantir que as perdas dos bancos em empréstimos sejam reconhecidos nas contabilidades dos bancos de forma quase imediata ao prejuízo sofrido, o que daria mais transparência ao sistema. A medida ainda permitirá que o banco envolvido e mesmo as autoridades monetárias possam tomar as medidas "robustas e necessárias" para lidar com as perdas.