Notícias


Aposentados terão reajuste menor que o salário mínimo

BETH TORRES

Sessenta e cinco mil aposentados e pensionistas paraibanos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem receber um reajuste inferior ao do novo salário mínimo (8,57%), que começa a vigorar a partir deste mês. Isso porque eles recebem mais de um salário mínimo e têm a correção da inflação nos seus vencimentos medida pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (INPC), que no final de fevereiro estava em cerca de 3,12%.

    Na Paraíba, 554 mil pessoas recebem benefício do INSS, sendo que desse total 489 (88%) recebem um salário mínimo e os 12% restantes (65 mil) recebem mais de um salário. Maior parte dos segurados (314 mil) estão na área rural. Nas cidades estão 240 mil beneficiários do INSS. Em todo o Brasil, são cerca de 8 milhões de beneficiários que recebem um salário maior que o mínimo.

    As centrais sindicais estão reivindicando do governo federal um reajuste igual ao do novo mínimo, mas até agora não conseguiram nenhum avanço nas negociações. A folha de pagamento do INSS é fechada até o dia 16 deste mês e, caso não haja nenhum acordo, o reajuste aplicado será o do INPC. Está previsto para hoje um encontro do Comitê de Valorização do Idoso – formado por representantes das centrais, Ministérios da Previdência, Fazenda, Trabalho, Saúde, Transportes, Cidades, Casa Civil e Planejamento – onde a questão do reajuste deverá ser debatida.

    Com o reajuste de 8,57%, o salário mínimo passou dos R$ 350 para os atuais R$ 380. Em 2006, os segurados que recebiam mais de um salário mínimo conseguiram um reajuste superior ao INPC. O índice medido na época era de 3,14%, enquanto o reajuste que foi conseguido pela categoria foi de 5,01%.