Notícias


Álcool e gasolina respondem por 24,2% da inflação em abril, diz Fipe

Folha Online

IVONE PORTES
Editora-assistente de Dinheiro da Folha Online

O álcool combustível e a gasolina responderam por cerca de 24,2% da inflação do município de São Paulo em abril, que triplicou para 0,33% e superou as expectativas do mercado, segundo dados do IPC (Índice de Preços ao Consumidor).

A Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas de Econômicas da USP) apurou no mês passado um aumento médio de 9,33% do preço do álcool nos postos do município e avanço de 1,10% da gasolina.

Outro item que pressionou o índice geral foi a batata, que subiu 24,61% no mês passado. Apesar dessa alta, o grupo Alimentação teve em abril uma deflação de 0,13%, por conta basicamente de quedas como as do tomate (de 21,81%), da cenoura (21,82%) e do frango (4,96%).

Os analistas do mercado, de acordo com o boletim Focus do Banco Central, esperavam avanço da inflação para 0,23% em abril.

No geral, dos sete grupos que fazem parte da pesquisa da Fipe, seis apresentaram alta nos preços no mês passado. Pressionado pelo aumento do álcool, o item que mais pesou no índice geral foi Transportes, que subiu 0,76% e respondeu por 36,6% da inflação.

Segundo levantamento divulgado pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) no início desta semana, o álcool foi o combustível que mais sofreu aumento de preços em abril na comparação com março. O litro do combustível, que encerrou março custando em média R$ 1,581 nas bombas brasileiras, fechou o mês seguinte em R$ 1,663, uma alta de 5,19%.

O movimento em Despesas Pessoais foi outro fator que pesou na inflação. O grupo saiu de uma queda de 0,61% em março para alta de 0,43% em abril. Vestuário subiu 0,90% após apontar estabilidade no mês anterior, por conta do fim das promoções de verão e início da coleção de inverno.

Os demais grupos apresentaram as seguintes variações: Habitação (+0,26%), Saúde (+0,66%) e Educação (+0,09%).

Com o resultado de abril, o IPC-Fipe acumula nos primeiros quatros meses do ano inflação de 1,44%.