Notícias


4,8 milhões já entregaram a declaração à Receita Federal

Multa mínima para quem perder prazo é de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido; servidores terão que retificar declaraçao.
Agência Estado

function mudaRelacionadas ( id1 , id2, at, inat ) {
document.getElementById(id1).style.display = “none”;
document.getElementById(id2).style.display = “block”;
document.getElementById(at).style.backgroundColor = “#C0C0C0”;
if ( document.getElementById(inat) ) { document.getElementById(inat).style.backgroundColor = “#FFFFFF”; }
window.scroll(0, 10000);
}

var titulo = “29/03/2010 15:59 NE/EC/IR/RECEITA”;

SÃO PAULO – A Receita Federal do Brasil (RFB) recebeu até o fim da manhã de hoje, 29, 4.827.478 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2010. A expectativa do supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, é que cerca de 24 milhões de pessoas declarem neste ano.

Os contribuintes que ainda não declararam têm até 30 de abril para fazê-lo. A multa mínima para quem perder o prazo é de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Comprovantes

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão libera quarta-feira (31) os comprovantes de rendimentos para a declaração do Imposto de Renda, referentes ao ano-base 2009, que saíram com erro no primeiro processamento. As informações são da Agência Brasil.

Quem já enviou a declaração na esperança de receber no primeiro lote terá que retificar, segundo a Receita Federal. A partir do dia 31, os servidores poderão fazer a conferência dos valores no Portal Siapenet (www.siapenet.gov.br) e só a partir do dia 6 de abril poderão imprimir os comprovantes, que serão distribuídos pelas unidades pagadoras (Upags) dos órgãos públicos.

De acordo com o Ministério do Planejamento, o reprocessamento atingiu cinco situações: – aposentados e pensionistas com 65 anos ou mais; – aposentados com ocorrências de aposentadoria por invalidez que excluam do cálculo do IR; – ajustes de pensão alimentícia sobre a gratificação natalina; – servidores do Governo do Distrito Federal que recebem pelo Siape; – anistiados políticos do Ministério do Planejamento.

A orientação é de que, antes de preencher a declaração do IR, os servidores que estiverem em uma dessas situações comparem o comprovante atual com o que será disponibilizado a partir de quarta-feira no Siapenet. O Ministério do Planejamento garante que para os demais servidores – ativos, aposentados e pensionistas – o comprovante emitido anteriormente está correto