Direito Empresarial

CONTABILIDADE FORA DE SINTONIA

Em eletrônica, segundo o Dicionário do Aurélio, sintonia é a condição de um circuito cuja freqüência de oscilação é igual à de um outro circuito ou à de um campo oscilante terno. Já na visão da psicologia, sintonia é o estado de quem se encontra em correspondência ou harmonia com o meio.

Estas definições se aplicam perfeitamente à atividade contábil, notadamente na relação entre o profissional e o usuário da informação.

O mais nobre objeto da contabilidade é a produção de relatórios para respaldar a tomada de decisões por parte dos usuários.
Observe a seguinte assertiva proposta para dois contadores: o usuário ou cliente deseja os relatórios contábeis em formato prático e simples de modo a facilitar o entendimento.

O contador 1 fez o trabalho solicitado.

O contador 2 apresentou os relatórios com todo o rigor técnico-legal, com as terminologias da ciência contábil, mostrando seu elevado conhecimento da matéria.

Sob a ótica da sintonia da contabilidade com o destinatário da informação, o contador 1 está em perfeita sintonia, enquanto que o contador 2, embora tenha sido rigorosamente técnico, está fora de sintonia, não tendo seus relatórios a importância devida para o usuário, que não tem conhecimentos técnicos para interpretá-los em toda a sua extensão.

Portanto, para a contabilidade entrar em sintonia com o usuário, não basta que seja feita com o rigor técnico-legal, é indispensável que o profissional contábil produza relatórios complementares, utilizando termos e formatos que sejam compreendidos pelos clientes e usuários das informações produzidas pela contabilidade. Estes relatórios devem contemplar a totalidade das atividades operacionais da empresa.

Vejamos alguns questionamentos que muitas vezes tem dificultado a aproximação e afinidade dos empresários e administradores com a contabilidade.

Quais as razões que tem desestimulado alguns empresários e administradores na utilização das informações contábeis para a tomada de decisões?

Falta de sintonia entre as informações produzidas pela contabilidade e a realidade vivida pelas empresas, notadamente no que se refere a totalidade das operações e a dificuldade de entendimento dos relatórios.

Quais as causas que tem provocado a falta de sintonia entre as informações produzidas pela contabilidade e a realidade das empresas?

São várias, dentre as quais destacamos, a cultura inflacionária do passado; a elevada carga tributária, que tem estimulado a distorção nos resultados; complicação e submissão dos contabilistas à legislação tributária; ausência de relatórios contábeis dirigidos aos usuários; relatórios contábeis poucos “amigáveis” para o usuário e com atraso; limitação de alguns profissionais que só produzem relatórios técnicos-formais.

Fonte: Portal da Classe Contábil